Capacitação das equipes de cobrança, seu investimento pode ser gratuito!

Psicólogo, orientador, líder motivacional, herói, vilão: o profissional que trabalha com cobrança pode ser tudo isso, e mais um pouco, dependendo do script a seguir para tentar recuperar a receita.

Só essas características possíveis já mostram que é muito importante focar na capacitação das equipes de cobrança, visto que não é fácil desempenhar o papel de cobrador em tempo integral. É preciso empenho, conhecimento dos processos do setor e muita qualificação para dar conta do recado.

E é disso que viemos falar com você: não apenas a capacitação das equipes de cobrança é extremamente necessária como, também, pode demandar baixíssimos investimentos, desde que sua empresa esteja disposta a se empenhar e realizar testes durante o processo de tornar colaboradores em especialistas.

Como fazer a capacitação das equipes de cobrança

Quando você pensa na capacitação das equipes de cobrança, o que vem à sua mente? Aulas extensas de economia e gerenciamento de crise? Palestras sobre o futuro da empresa que quer cobrar – ou sua falta de futuro, se a receita não retornar para ela? Pagar MBA para todo mundo que trabalha no seu escritório?

Tudo isso pode ser eficaz em algum ponto, mas custa dinheiro, tempo e, nem sempre, essas saídas serão efetivas para o seu problema de capacitação das equipes de cobrança. É preciso ficar, durante todo o processo, com um olho voltado para as pessoas e o outro com foco nos resultados.

E a melhor parte da história é que isso pode ser feito gratuitamente.

É importante que a capacitação das equipes de cobrança passe pela ideia de aperfeiçoamento constante, uma vez que até o mercado de cobranças pode sofrer mutações ou necessitar de adaptações em tempo real. Quer um exemplo? Saber como funciona o Código de Defesa do Consumidor é o básico para que um profissional de cobrança não erre a mão na hora de entrar em cena, mas estar atento às mudanças pontuais no código, com leis que podem entrar ou ser modificadas, é algo que só uma equipe capacitada é capaz de fazer.

Através de pequenas intervenções, como essa, o gestor vai conseguir fazer a capacitação das equipes de cobrança diminuindo seus riscos e aumentando os resultados sem ter que investir o que pode e o que não pode nessa frente de trabalho.

Capacitação gratuita significa menor qualidade?

Absolutamente, não. Foi-se o tempo em que pagar muito dinheiro por algo, seja um produto ou um curso, era sinônimo de status. Quando atravessamos recessões econômicas bravas, como a que o Brasil enfrentou nos últimos anos, a melhor forma de promover a capacitação das equipes de cobrança é através da criatividade e do senso de oportunidade.

Estamos falando de cenários onde os investimentos são enxutos nas empresas e, por isso, querer pagar por uma capacitação cara pode resultar na diminuição da equipe para que todos os custos sejam cobertos – o que é uma péssima ideia, visto que a retomada da oferta de crédito está bem próxima a demanda pelos serviços das empresas de cobrança deve aumentar nos próximos meses.

Dito isso, o gestor deve, sim, focar seus esforços em tipos de capacitação das empresas de cobrança que privilegiem a qualidade e os resultados com a diminuição dos custos. Afinal, se não estivermos atentos a essa realidade que exige uma postura criativa, podemos até perder valor e reconhecimento de mercado, além do dinheiro investido.

Para garantir a capacitação das equipes de cobrança de maneira gratuita basta à empresa focar no conhecimento e no teste de novas possibilidades. Como já mostramos nesse texto, é preciso, para isso, estabelecer estratégias, priorizar o trabalho a ser realizado, monitorar a saúde financeira dos clientes, para que não haja nenhum movimento baseado no desespero, desenvolver um sistema integrado de gestão e resultados, estabelecer cronogramas contábeis e, principalmente, focar nas pessoas.

Lembre-se de que a capacitação das equipes de cobrança passa pelos seres humanos – que são os psicólogos, orientadores, líderes motivacionais, heróis, vilões e cobradores dos credores – e que, sem focar sua prioridade nas pessoas, toda a estratégia computacional ou numérica será em vão.

E, como a história mostra, o reconhecimento constante da sua equipe não só vai deixá-la mais motivada a se capacitar como, também, não vai custar nenhum centavo aos cofres da sua empresa.

Deixe um comentário